Lista suspensa

Parceiros

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Academia de Artes nos Games


Os maiores nomes das teorias da aprendizagem reconhecem o fator lúdico como um poderoso potencializador do processo. Pesquisadores de reconhecimento mundial como Piaget e Vygotsky destacaram a importância das brincadeiras na aprendizagem infantil; é brincando que se aprende. Alguns estudiosos defendem a teoria de que as crianças conseguem assimilar algo, como uma língua por exemplo, muito mais facilmente do que os adultos. Se as crianças aprendem mais, poderia-se dizer que é porque elas brincam mais? Sim, As atividades lúdicas comprovadamente proporcionam o prazer e o entretenimento necessário para melhor "assimilar e acomodar" um conhecimento, como diriam os pedagogos piagetianos.


Em matéria de "brincar de aprender", os games vem tendo especial destaque desde 1983, quando foi lançado o nostálgico "Where in the Wolrd is Carmen Sandiego?". No jogo, você é detetive e para encontrar os criminosos é necessário aprender Geografia e, mais tarde, História. Depois do sucesso e da inovação de Carmen, foram desenvolvidos muitos outros jogos educativos; destaque para a UBISOFT com a My Coach Games Series: são diversos games com propostas de ensinar algum conteúdo didático para os players, dentre eles: línguas, meio ambiente e educação física.

O escopo desta matéria, no entanto, é apresentar apenas os mais importantes games que têm como proposta ser uma Academia de Arte, ou seja, propõe uma iniciação artística ao player: se você não sabe nada de determinado requinte de beleza, pode desenvolver-se na primazia apenas entrando em contato com esses games. A ideia é magnífica, porque utiliza-se da arte dos games para produzir artistas em outros ofícios, formando uma meta-arte potencializada pelo catalizador lúdico dos jogos. Segue a lista:

Academia Game da 1ª Arte - Música


Existem muitos games com a proposta musical, porém poucos entram na classificação de academia (ensino estruturado), para o ADA vale ressaltar apenas neste quesito o revolucionário game Rocksmith da UBISOFT.

Nada de guitarras de plastico com 4 botões, a guitarra é real e o som produzido também é real.  Isto acontece porque o game acompanha um cabo que converte o sinal analógico do instrumento em digital, que por sua vez transforma-se em comandos para o jogo.
Rocksmith faz com quem nunca pegou em uma guitarra possa aprender a tocar de forma bem didática e lúdica. Não obstante, guitarristas profissionais também curtem muito o game por neste estar contido vários níveis graduais de dificuldade além de permitir ao player tocar, verdadeiramente, clássicos do Rock.

É pratica do ADA produzir seus próprios gameplays. No entanto, para Rocksmith, fomos buscar uma carismática player, famosa por postar diversas jogatinas de Rocksmith e outros games em seu canal do youtube. Kika, que autorizou gentilmente a exibição abaixo, transmite em seu vídeo uma paixão não verbal pelo jogo; o ADA acredita que não existiria melhor forma de manifestar uma arte. No vídeo, é possível visualizar a didática do game no passo a passo.

Let´s Rock, Kika:



Academia Game da 2ª Arte - Dança / Coreografia (movimento corporal)


Esta categoria de academia game deve sua existência aos modernos sensores de movimento, em especial o Kinect. Aqui, o ADA tem duas indicações. A primeira delas é o Dance Central.

Da produtora Harmonix Music System (Rock Band), Dance Central tem na temática a dança popular e é classificado como academia de arte porque tem modos de jogos que ensinam cuidadosamente o player a realizar cada passo de maneira muito bem destrinchada, como tratei em outro artigo.  Se o jogador erra o movimento do tutorial, este fica automaticamente em slow motion até que o player acerte, além disso o game tem um excelente sistema de correção, destacando a parte de seu corpo que não seguiu o movimento completo. Para ilustrar a eficácia deste jogo, basta dizer que não sabia absolutamente nada de dança e agora já arrisco um HIP HOP . A proposta é eficiente, mas ainda espero alguns ensinamentos de dança corpo a corpo (como lambada por exemplo).

A segunda indicação para esta categoria é Your Shape Fitness Envolved 2012, novamente UBISOFT, como também tratei em outro momento. É na verdade uma academia de educação física; tem muitas variações como yoga, dança afro, fitness, movimentos anaeróbicos e etc. É possível se ver inteiramente na TV ao lado de um modelo e o jogo lhe corrige verbalmente se estiver executando movimentos incorretos. Por ser de expressão corporal este excelente game entra na categoria de academia game da segunda arte. Honestamente não tenho sugestões de melhoras para YSFE 2012.


Academia Game da 3ª Arte - Pintura


Chegamos ao momento Belas Artes da matéria: a proposta da Nintendo é uma das mais completas no balanço teoria e prática e tem um título já desvelador: Art Academy: Lessons for Everyone.

AALE é um curso de pintura para Nintendo 3DS: efetivo, didático e apaixonante. Este game tem diversos módulos de aprendizagem que englobam muitas técnicas de pintura como a lápis, aquarela e óleo. Apesar de aprender no console, as lições visam a aplicação em telas reais. Abaixo está umas das minhas produções reais (eu não sabia absolutamente nada de pintura) a partir das aulas do AALE, se interessar em expor em sua casa posso comercializá-las por valores compatíveis com o mercado Belas Artes (rindo).






Pessoas! Esta academia game é mais que fantástica e mereceria 10 em qualquer review de bom senso. Algumas pessoas reclamam sobre a questão do idioma inglês: neste game você realmente precisa entender todos os textos, pois são aulas. Uma dica que eu sempre dou para os menos afiados no inglês é mudar a linguagem do sistema do console para espanhol: desta forma, grande parte dos games ficará neste idioma, que é primo primeiro do português. No meu caso, eu prefiro espanhol sempre em todos os consoles, não por dificuldade com o inglês e sim porque gosto do idioma: me sinto en una película de Pedro Almodóvar.

Academia Game de Arte - Xadrez


O xadrez é um jogo de tabuleiro milenar e um dos mais populares do mundo. Possui elementos de Ciências e é tema de estudo de psicólogos, matemáticos e historiadores. Grandes mentes, personagens da nossa história, eram exímios exadristas, a exemplo de Albert Einstein, Ernesto “Che” Guevara, Isaac Newton, Napoleão Bonaparte, Papa João Paulo II, Machado de Assis e outros. Há uma grande discussão filosófica sobre o status de arte para o jogo de xadrez. Acredito que toda manifestação da essência e criatividade humana em busca da "beleza ideal" deve ser considerada arte, portanto o ADA assim classifica o Xadrez.

A academia definitiva de Xadrez é produzida pela UBISOFT (contou?) e chama-se: Chessmaster – The Art of Learning - The Grandmaster Edition. Os ensinamentos do mestre internacional Josh Waitskin, tornam o mais completo curso de xadrez digital que se tem relato. Existem também módulos voltados para o público infantil com ensinamentos básicos, intermediários e avançados. O curso é complementado com exercícios que o player resolve dinamicamente com o computador. Para ilustrar o sistema didático do CM, fiz uma adaptação deste game para apostilas no intuito de lecionar xadrez em escolas; visando melhorar a capacidade de aprendizado de alunos com dificuldades.

Este jogo junto com o último citado é a maior representação de uma academia de arte nos games. 



Considerações

Como já dito, a brincadeira proporcionada pela ambientação nos games cria as condições ideais para um efetivo aprendizado. O problema é que ainda há uma escassez de bons games do gênero, destaque pela forte presença da UBISOFT, parabéns para a última.

Muitos adultos temem o aprendizado seja por medo de errar ou vergonha de brincar. Talvez regredir à infância seja na verdade um desenvolvimento. Um desenvolvimento que pode fazer vivenciarmos novamente a arte definitiva, a maior de todas, a mais sublime, a arte infantil; permitindo-me parafrasear Josh Waitskin: A Arte de Aprender.





De David Brasil: psicólogo e apaixonado pela arte em pixels
arenadecimaarte@gmail.com

Parceiros